O que são exames de rastreamento?

Rastreamento é o conjunto de métodos aplicados para o diagnóstico precoce do câncer ou lesões pré-cancerosas em determinada população que não apresenta sinais ou sintomas de câncer. A aplicação dos métodos de rastreamento só está indicada quando a incidência de câncer é alta, o método empregado é sensível, específico, barato, seguro e provoca desconforto aceitável.

As pesquisas não mostraram benefícios claros dos exames físicos de mama realizados por profissionais de saúde ou pelas próprias mulheres no rastreamento do câncer de mama (autoexame). Existem poucas evidências de que esses exames ajudem a diagnosticar o câncer de mama precocemente, quando as mulheres também fazem mamografias de rastreamento. Ainda assim, todas as mulheres devem estar familiarizadas com as características de suas mamas e no caso do aparecimento de quaisquer alterações, comuniquem imediatamente ao seu médico para que a causa seja identificada e, se necessário, iniciado o tratamento.

Quais as ferramentas para avaliar o risco de câncer de mama?

Várias ferramentas de avaliação de riscos, como o modelo Gail, modelo Claus e o modelo Tyrer-Cuzick, estão disponíveis, na internet, para ajudar os profissionais de saúde a estimar o risco de câncer de mama de uma mulher. Essas ferramentas fornecem estimativas aproximadas, e não precisas, do risco de câncer de mama com base em diferentes combinações de fatores de risco e diferentes conjuntos de dados. O uso de qualquer uma dessas ferramentas de avaliação de risco, e seus resultados, deve ser amplamente discutido com seu médico.

Quais são os métodos de imagem?

Mamografia

Uma mamografia pode encontrar alterações nas mamas, que podem ser câncer, anos antes do desenvolvimento dos sintomas físicos. Mulheres que fazem mamografias regulares têm uma maior probabilidade de diagnosticarem o câncer de mama precocemente, e são menos propensas a precisarem de um tratamento agressivo, como a cirurgia para retirada da mama (mastectomia), além de terem mais chances de serem curadas da doença.

A mamografia digital é obtida por detectores digitais utilizados em substituição à tela de filme. A imagem digital é processada e exibida como uma imagem em escala de cinza A imagem digital pode ser processada pelo computador e exibida em vários formatos. O sinal digital pode ser enviado eletronicamente para a estação de visualização e exibido em monitores de alta resolução ou impressos também em alta resolução. A mamografia digital tem muitas vantagens sobre a mamografia de tela de filme (analógica):

• Maior resolução de contraste, especialmente em mamas.

• A manipulação da imagem após a captura permite a detecção de alterações sutis.

• O envio eletrônico da imagem.

• A capacidade de armazenar imagens em unidades ópticas para referência futura.

• Diminuição da dose média de radiação.

diagnostico 1.jpg

Mamografia digital

O que é tomossíntese mamária?

Tomossíntese Mamária é uma tecnologia de última geração 3D que permite observar o tecido mamário em cortes transversais a partir de 0,5mm de espessura. Sua varredura produz uma série de imagens sob diversos ângulos que reconstroem a imagem mamária num formato tridimensional. A mamografia 3D é um método bem tolerado para grande parte das mulheres e a compressão da mama é similar à da mamografia.

A luz das evidências atuais, a utilização da tomossíntese na prática clínica não fica restrita a alguns subgrupos, podendo seu uso ser expandido ao rastreamento do câncer de mama em qualquer idade, especialmente nas pacientes jovens, pacientes com mamas heterogeneamente ou extremamente densas e pacientes de alto risco. Além disto, as margens e tamanho tumoral são melhores avaliados, e a localização espacial das lesões evidenciadas, é mais segura com o acréscimo da tomossíntese.

Ultrassonografia

Dados acerca da eficácia e impacto da ultrassonografia no rastreamento do câncer de mama demonstram que não deve ser utilizado como método principal. Deve ser utilizada como exame adicional à mamografia e em mulheres com mamas densas.

 

 

                                                                                                              Ressonância magnética

Não existem evidências para utilização da ressonância no rastreamento de pacientes consideradas de baixo risco. Segundo o Colégio Americano de Radiologia, a ressonância deve ser utilizada associado à mamografia em rastreamento de mulheres de alto risco

diagnostico 2.jpg
diagnostico 3.jpg
Contate-nos

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Obrigado por enviar!

Icone-para-baixar-APP android 2.png
Icone-para-baixar-APP apple.png

Centro Médico Sorocaba

Botafogo

Rua Sorocaba, 464 - sala 202

Tel. 21 2537-0138 / 2539-5093

      Segunda, quarta e sexta-feira

Americas Medical City

Barra da Tijuca

Av. Jorge Curi, 550 - salas 252/253

Tel. 21 3264-4866 / 3264-4863

      Terça e quinta-feira

logo2.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Ícone cinza LinkedIn